RECIFE É FAB CITY

21 de junho de 2019. Cris Lacerda e Edgar Andrade, sócios do Fab Lab Recife, estão em Amsterdam para oficializar a entrada do Recife na rede mundial Fab City. A iniciativa é resultado de uma parceria entre Fab Lab Recife, Prefeitura da Cidade do Recife e Universidade Federal de Pernambuco, que lideram o movimento local, unindo-se a outras cidades do mundo como Paris, Boston, Barcelona, Santiago e Curitiba em torno de um compromisso urgente: evitar o colapso dos grandes centros urbanos.

De acordo com a ONU, hoje, 55% da população mundial vive em áreas urbanas. É muito, mas a estimativa é que o número cresça para 70% até 2054. Isso significa que teremos quase cinco bilhões de pessoas morando nas cidades. A única forma de evitar o colapso é repensar o funcionamento das cidades, adotando práticas voltadas para a autossustentabilidade. Produzir localmente, pensar globalmente. Esse é o mantra do Fab City.

“É um grande Think Tank Global para reimaginar as cidades para o futuro”, resume Cris Lacerda, sócia do Fab Lab Recife. Para Recife, esse desafio já começou e nós, que tomamos a frente dessa iniciativa, temos a tarefa de inspirar e convocar a sociedade civil para participar do projeto. Recife sempre foi uma cidade de vanguarda e, apesar de se falar pouco sobre isso, nós sabemos que já existem muitas iniciativas de urbanismo sustentável acontecendo na cidade. É hora de unir forças e fortalecer os movimentos. Para começar, precisamos falar sobre o assunto, trazer a cidade para o centro da discussão.

No mês de julho, dia em que o Espaço Maker do Fab Lab Recife se muda para a Rua da Moeda, acontece um Fab Talks com Claudio Marinho sobre cidades. Marinho é engenheiro especializado em planejamento urbano e economia do setor público, consultor em cenários e estratégias digitais, ex-Secretário de Planejamento e de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente do Governo de Pernambuco, além de ser um dos fundadores do Porto Digital. Os Fab Talks são bate-papos realizados no Fab Lab Recife para debater assuntos ligados à Cultura Maker, Economia Criativa, Fabricação Digital e outras questões ligadas à Tecnologia e Inovação. Nas edições passadas, houve conversas sobre Aprendizagem e Criatividade, com Luciano Meira, Moda, com Germana Uchoa, entre outros temas.

O compromisso, firmado entre todas as integrantes do Fab City, é reimaginar as cidades e transformá-las em comunidades localmente produtivas, globalmente conectadas e autossustentáveis. Já há muitas ideias sendo implementadas em busca desse objetivo, entre elas, a Jornada Maker, um programa de Educação Maker, desenvolvido pelo Fab Lab Recife e implementado em parceria com a Prefeitura do Recife em algumas escolas municipais de ensino fundamental. Edgar e Cris foram a Amsterdam também para falar sobre essa experiência.

Para saber mais sobre o Fab City e conhecer o manifesto, acesse o site (em inglês): https://fab.city/uploads/Manifesto.pdf

Patrocínio
Parceiros